• Grey YouTube Icon
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon

© 2018 - Todos os direitos reservados

SIGA-ME

CONTATO

+55 21 998999576

eddiesouz@globo.com

Mascotes do Brasileirão - Coritiba

September 25, 2017

Depois dos cariocas: VascoFlamengoBotafogo e Fluminense.

Dos Paulistas: PalmeirasCorinthiansSão PauloSantos e Ponte Preta.

Dos Mineiros: Atlético Mineiro e Cruzeiro.

Do Gaúcho: Grêmio.

Dos Baianos: Bahia e Vitória.
Do Pernambucano Sport.
E do Paranaense Atlético PR.
Vamos ao Coxa.

 

O clube mais antigo do Paraná não poderia ter mascote diferente. Quando um grupo de jovens de tradição alemã dava os primeiros “chutes”, em 1909, originou-se o Coritiba. Hoje, é na figura de um velhinho de traços germânicos que a família coritibana representa o Clube: o Vovô Coxa.

O simpático personagem foi escolhido como mascote por representar bem as tradições da equipe mais antiga do Paraná. Ele concebe às origens do Coritiba, é a alegoria perfeita do Coxa antigo, uma entidade que cativou e conquistou o país, assim como o Clube que representa.

 

Mas o mascote só passou a ser oficial a partir de 1957. Saiba mais sobre a históra:

Facilmente reconhecido pela maioria dos torcedores, poucos sabem que a mascote do Coritiba representa um personagem real, o velho Max Kopf, torcedor-símbolo da equipe alviverde na primeira metade de sua gloriosa história.

 

Nascido na Alemanha em 3 de março de 1875, Kopf, que em alemão significa cabeça, era fotógrafo profissional e acompanhou o Coritiba desde a sua fundação em 1909. Nunca fez parte de nenhuma diretoria porque não gostava de envolver-se na administração do clube, mas sempre estava presente nos jogos, incentivando os atletas coritibanos. De suas três filhas, uma decidiu viver no país de origem do pai, mas as outras duas, Elvira e Erna, permaneceram no Brasil e fizeram parte do Grêmio Coritiba, um grupo de torcedoras que eram conhecidas pela dedicação ao clube e, entre outras coisas, confeccionaram a primeira bandeira alviverde. Elvira casou-se com Juan Luís Bermudes, centromédio coritibano mais conhecido pelo apelido Ninho e considerado um dos mais completos atletas da história do Coritiba. Este casamento deu a Max Kopf os netos Osny e Marli Bermudes.

Figura carismática, extremamente simpático, alegre e comunicativo, Max Kopf morava na Rua Mauá, a uma quadra do campo do Coritiba, e não faltava a nenhum jogo. Considerado uma espécie de amuleto do time alviverde, quando chegava ao estádio era saudado efusivamente por amigos e torcedores. Quando a equipe viajava, os atletas pediam que Max fosse levado junto no ônibus. Fumante inveterado, Kopf estava sempre acompanhado de seu inseparável cachimbo e, depois de sofrer um derrame, mesmo com o médico e os familiares tentando impedi-lo de sair de casa, continuou indo aos jogos do Coritiba com o auxílio de uma bengala.

Vítima de um câncer na garganta, Max Kopf faleceu em 2 de setembro de 1956. No mesmo mês, o então presidente do Coritiba, Aryon Cornelsen, promoveu um concurso de desenhos para eleger o que melhor representasse a nova mascote do clube, um velhinho com cachimbo. No final daquele ano, em dezembro, o Coritiba organizou um torneio entre os clubes da capital paranaense e, em mais uma homenagem, deu a ele o nome de Torneio Max Kopf.

 

Mantive o velho Vovô coxa, dando um toque mais alemão nele e no estilo Eddie Souza olha como ficou:

 

 

 Estamos terminando, faltam apenas 3, Chapecoense, Avaí e Atlético Goianiense

Abraços e até a próxima

 

Eddie Souza

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

DESTAQUE

Ilustração de copo Festa de São João - Red Bull

6/6/2019

1/10
Please reload

INSTAGRAM
ARQUIVO
Please reload

CATEGORIAS
Please reload

SIGA-ME
  • Facebook Basic Square
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon
Please reload